sexta-feira, 25 de setembro de 2009

REJEIÇÃO SEXUAL, QUEM JÁ PASSOU?


SE ALGUNS (MAS) PSICÓLOGOS (AS) souberem DAR RESPOSTAS, FIQUE A VONTADE PORQUE EU NÃO ENTENDO O QUE ACONTECE COM ESSES HOMENS ABAIXO. 


























quarta-feira, 2 de setembro de 2009

ANA E UM HOMEM MAIS JOVEM, CLARO, QUE PODE.


Neste breve tempo, enquanto eles estavam se conhecendo e curtindo, ele perguntou pra ela como se sustentava sozinha porque o pai dele achava impossível uma mulher ser independente, sem ter um homem pra sustentar por trás, pode?

Que mentalidade preconceituosa e machista, como se nós, mulheres não somos capazes de muito mais do apenas nos sustentarmos e o nosso (s) filho (s).

Ana estava muito triste porque havia terminado um relacionamento, problemático, fazia pouco tempo. Numa tarde de sábado, ela foi assistir um filme romântico porém não conseguiu terminar de assisti-lo, de tanto que chorou.

Então tocou o telefone e era uma colega, depressiva também ... rs.

Convidou-a para ir num barzinho, onde só tocava samba (Ana detesta samba) mas não iria pagar nada, só o que consumisse. Ana exitou e disse que estava mal e a amiga retrucou dizendo que estava mal, também, então que ficassem mal; juntas... rs. Ok.

Então, convidou um casal de vizinhos, para se sentir mais segura pois sempre foi medrosa e fazia muitos anos que não saia. Foi com má vontade mas foi.

Olha os contratempos: Ana teve que emprestar dinheiro para os vizinhos pois não tinham para pagar, estava um frio terrível, uma fila enorme para entrar num lugar minúsculo, samba que detestava e ainda só pessoas com menos de 25 anos.

Ela se perguntou várias vezes: -o que eu vim fazer aqui? Não poderia estar em casa, cheia de cobertas, dormindo em paz?

Mas Ana estava lá e tem um lema em sua vida "se te dão limão, faça limonada". O jeito era esperar para entrar ...

Na fila, uns garotos estavam bebendo alguma coisa, na nossa frente. Foi quando uma amiga de Ana falou a ela que um deles não parava de olha-lá e que era bonitinho, fortinho, tinha uma tatuagem, etc. Isso, porque Ana não parava de reclamar e falar que ali era o "reduto de pivetada", estava se sentindo titia de todos...credo.

Ana observou bem e falou a ela: - É, verdade, não havia reparado, até que estou gostando do lugar ... e deram muitas risadas.

Eles fizeram amizade conosco, e ofereceram o que estavam bebendo na porta, uns outros garotos aparecerem pra furar fila e um deles, colocou o braço no ombro de Ana pra dizer que estavam juntos pra entrar e nada a ver. O menino era muito bonito, loiro dos olhos azuis mas muito babaca. Então, Ana pra sair daquela situação pegou no braço do "bonitinho" e entrou com ele, deixando o babaca pra fora.

Começaram a conversar e havia uma promoção de caipirinha, no local, então o rapaz, foi logo pedindo para tomarem e como ela estava péssima, tomou todas...rs.

Como sempre, Ana, é um fracasso para beber, basta alguns goles pra começar a rir, brincar e dançar; só alegria.

Aconteceu o primeiro beijo que foi perfeito e fazia alguns anos que ela não ficava com ninguém, a não ser o ex-namorado, que só aprontava.

Saíram do meio do barulho, ficando num corredor: beijando, bebendo e conversando.

Adivinha qual foi a primeira pergunta que o indivíduo faz a ela?

Quantos anos você tem?

Fora, que antes disso tudo, ele comentou a um colega, algo de Ana (não sabemos o quê), o outro comentou algo como: ela é mais velha que você e ele respondeu mas maduras são as melhores ...

Horrível ... Nunca fale isso pra uma mulher ou deixe que ela escute ... Ninguém merece.

Ele falou que ela tinha 20 anos e, como nunca gostou de mentir, falou que tinha 38 anos.

Tirando o samba, uma fumaça de cigarro e que ele fumava, estava tudo perfeito.

Ele, o "man ", era agradável, carinhoso, beijava bem (sem muita baba que acho nojento), conversava coisas legais e demostrou ser responsável pois tinha que trabalhar desde novo.

Num mundo onde a maioria dos homens não querem trabalhar, querem viver nas custas das mulheres ou outras situações cômodas. O que não faltam são homens mau caráter.

Então, ela matou a vontade de beijar e se excedeu na caipirinha. No fim da madrugada que foi pouca, (a maior parte do tempo foi passando frio numa fila) tocou um pouco de tecno e dançamos um pouco.

Ana, no começo reparou que o "man" estava de boné e uma hora tirou para ajeitar o cabelo que nem se mexeu ... rs ... nada contra.

Depois de várias caipirinhas achava o cara lindo mas não lembrava muito de sua fisionomia.

Passaram-se alguns dias e o "man" ligou no celular dela...ficou radiante com mas com receio porque não lembrava mais da cara dele ... rs.

Marcaram de sairem logo e convidou uma amiga porque se acontecesse algo de ruim teria alguém pra pedir socorro.

Acredito que se não foi a única, talvez uma das noites mais hilariantes que ela passou. Depois de tantos choros, nessa noite, ela riu tanto que ficou com os músculos doloridos do abdômen.

Saíram: ela, uma amiga, "o man" mais dois amigos dele que eram hiper engraçados. Ela não precisou de nenhuma gota de álcool para dar altas gargalhadas, de quase passar mal.

Aquele dia e os dois: Manézinho e Carlão, foi o máximo, pena que são momentos únicos e cada um toma o seu caminho ... nunca mais os vi.

Eles se encontraram, no meio da semana seguinte, pois ele estava de folga no serviço (trabalhava direto) mas logo foi embora, só pra matar a saudade, coisas de casais apaixonados.

Neste breve tempo, enquanto eles estavam se conhecendo e curtindo, ele perguntou pra ela como se sustentava sozinha porque o pai dele achava impossível uma mulher ser independente, sem ter um homem para sustentá-la, pode?

Ficavam falando pra ele tomar cuidado, que era perigoso andar com uma mulher mais velha pois ele era muito inocente. Cada coisa tão absurda!

Ana mandou levar o curriculum vitae dela para o pai dele porque desde os 27 anos que se sustentava sozinha por mais difícil que fosse, e o único homem que, às vezes, ajudava, era o seu pai.

Passou mais um final de semana e aconteceu ... Não preciso explicar ... Creio que já entenderam.

Ana se sentiu realizada pois "o outro" além de fazê-la sofre com traições e colocar-lhe só defeitos, era péssimo na cama, além de ser totalmente egoísta.

Já, "o man", era cuidadoso, preocupado em que ela se sentisse bem ou se estava gostando, o que ela queria que ele fizesse para agrada-la, tudo que uma mulher sonha que um homem faça.

(parece que os homens nascem sabendo tudo certo e com o passar do tempo, aprendem fazer tudo errado)

Homens para vocês: pensem mais na mulher amada do que em vocês, por favor. É, detestável homens, que estão com quem gostam e sentem nojo delas, ou ficam reparando em cada celulite ou defeitinho. A mulher se cobra o tempo todo e ainda vocês vêm querer fazer com que se sintam ainda mais mal? Por favor?

Ana tinha dificuldades de relaxar de tão complexada que ficou por causa que o "outro" dizia que ela não era bonita, que gostava de mulheres magérrimas, coisa que Ana, difinitivamente, não nasceu pra ser.

Mas imaginem o que aconteceu?

Ana ficou completamente apaixonada, coisa que não queria pois imaginou como seria daqui uns 20 anos, ela acabadona e o cara a mil por hora e depois trocaria por uma com metade da sua idade, coisa que todas mulheresm detestariam.

Me levou pra conhecer a família dele e passar o dia com ele. Foi perfeito, me trataram super bem.

Um casal lindinho, perfeito.

Íam ficar na casa de Ana, quando o "outro" do ex dela, apareceu com uma garota de programa, no carro, e ele na portaria do prédio, bêbado (pra variar) ameaçando e falando baixarias. Tudo isso, não por amor mas por machismo, porque alguém falou um monte na cabeça dele ou aquele pensamento: não quero pra mim mas não quero ela com ninguém.

Pra falar verdade, não dá pra entender muito a cabeça de quem é problemático, não é?

Bom, "o man", ficou assustado e foi embora contar pra família dele. Então, PROIBIRAM o namoro.

Terminou com ela por telefone e ela ficou arrasadíssima.

Explicou que o "outro" iria sumir, só fez isso porque ficou com o amor próprio ferido porque achava que ela era incapaz de arrumar outra pessoa e ficou sabendo que além de arrumar outro, ainda era bem mais jovem.

"O man"disse que nada mudaria o que aconteceu, que esfriou, acabou ... mesmo falando da maneira mais doce do mundo ... É uma das coisas mais horríveis de se ouvir.

Ela não se conformou pois estava tudo tão perfeito pra acabar de repente, sem ela ter feito nada.

Então, ela foi até o serviço dele como última alternativa (já havia ido uma vez durante o tempo de namoro) e acabaram ficando juntos mas foi mais uma despedida, do que qualquer outra coisa.

Ela pensou que poderia tê-lo como amigo, já, que se sentia muito sozinha e quem sabe passando com o tempo, poderia ser revertido essa situação.

Depois de uma semana chorando, chega a notícia que o pai de Ana morreu. Ela entrou em desespero ...


Adivinha qual foi a primeira pessoa que ela ligou?

Para "o man". Ele foi doce com ela mas nessas horas nada adianta.

Ele ficou de ir no velório mas não foi. Na mesma semana se encontraram, foram na tia dela e ele só sendo amigo, como sempre doce. Ela queria que rolasse um beijo mas não aconteceu.

Ela também tentou convencer a irmã dele que não havia nenhum perigo ou problema mas não adiantou.

Sabem aquelas pessoas que assistem desgraça na TV e acham que tudo pode acontecer?

Como eu ía provar que nada ía acontecer?

Enfim, acabou mesmo o que mal começou, sem ela ter feito nada, nada.

Tentou cativa-lo por um tempo mas veio mais uma entrometida (aquelas que não tem o que fazer e ficam cuidando da vida alheia) se intrometer, pedindo para ele não falar mais com Ana e acabar com as esperanças dela já que não gostava mais dela e foi o que aconteceu.

Sei que ela sofreu demais porque no momento que mais precisava de alguém, se viu sozinha. Ele poderia não significar nada pois o que é um mês de relacionamento?

Mas por tudo que ela havia passado e estava passando, ele era tudo que tinha momento não.

Havia deixado de lado sua fé pois orou tanto para o "outro" ficar bom e nunca aconteceu que resolveu beber todas, como se conseguisse ... rs.

Conseguiu superar depois de meses e pensou que se não deu certo, não era pra ser. Além disso como seria depois de muitos anos?

Teria que gastar horrores com plásticas pra conseguir um maridão e mantê-lo 18 anos mais novo?

Ela esperniou, brigou, escreveu um monte pra ele, mas foi só um modo errado de dizer: -Por favor, me ame, não me deixe.

Mas é muito humilhante e já havia se humilhado, feito de tudo e nada. É certo pagarmos pelos erros dos outros? Mas pagamos muitas vezes.

Tínhamos combinado de passar Natal e Ano Novo juntos e nada aconteceu.

Ana até que percebeu que estava tão mal emocionalmente que a melhor coisa a fazer era se cuidar, se tratar. Dedicar-se só pra ela mesma pois por muito tempo havia se deixado de lado.

Foi triste porque ela gostou de verdade dele. Infelizmente tem pessoas que julgam que mulheres depois de uma certa idade são resolvidas, espertas e cheia de maldades. Fantasiam tantas coisas.

Ela sempre foi sonhadora ingênua romântica, amorosa, só pensava em coisas boas e queria ajudar e fazer tudo de bom pra aquele "pivete" e foi senteciada, julgada, sem direito uma defesa por um dia ter gostado de alguém com problemas .. . isso é justo?

Nada foi justo mas não adianta ... simplesmente que o tempo passa e muda e tudo cai no esquecimento como tantas outras coisas na vida.

Se eu não colocasse esta historia aqui, ficaria guardada pra sempre dentro de mim ou de Ana, sem ninguém saber o que aconteceu ou servir para alguém que passou ou passa pela mesma coisa e que hoje, fica sabendo que não está só e pode contar comigo ...

Ela conheceu várias pessoas muito amigas que deram a maior força (precisamos uns dos outros) e principalmente, ela voltou para Deus (é o nosso tudo).

Procurou PROFISSIONAIS, QUE EM ABSOLUTO, NÃO TENHO NADA CONTRA AS PESSOAS E QUANDO ESTÃO FRACAS PRECISANDO DE MÉDICOS, Psiquiatras (QUE ANTES TINHA PRECONCEITO), PSICÓLOGOS, ETC.

Com o passar do tempo, TENDO esse momento de introspecção saudável, foi melhorando a cada dia, se refazendo, se redescobrindo, voltando a ser ela mesma e nem queria mais ninguém para namorar, casar pois queria estar, totalmente, foi inteira ... Quando conheceu seu melhor amigo, seu companheiro.


UMA DOENTE EMOCIONAL SOFRENDO ABSTINÊNCIA DE CARINHO.

UMA DOENTE sofrendo EMOCIONAL ABSTINÊNCIA DE CARINHO.

</ div> src = Eu vivi, 3 pertubadíssima anos e meio, por causa de um relacionamento doentio, Com o Manuel que era e é doente e eu não sabia. Fui adoecendo emocionalmente nessa convivência. Desde o começo, só havia Mentiras, Traições, bebedeiras, fóruns que nunca sabia onde ele estava. Inúmeras Passei noites sem dormir.Terminava e voltava quase todo mês e nunca conseguia falar "não" para o Manuel. Durante 3 meses, eu trabalhei em dois lugares: das 7hs. as 13hs., num call center e das 14hs. as 20hs., em outro. Muitas vezes ficava sem finais de semana para pagar dívidas que o pai do meu filho me deixou. E, como eu queria ficar mais tempo com o Manuel, ía para casa dele, nos finais de semana, enquanto deixava-me porque e saia para gandaia e eu ficava sem dormir a noite toda, tendão de acordar as 5hs da manhã para ir trabalhar ele morava bem mais longe do meu serviço do que se eu saísse da minha casa. Cochilava no meu serviço que de tão cansada e ficava triste pela falta de Consideração mesmo assim e voltava para ficar com o Manuel. Pessoas achavam que era por sexo mas não porque passávamos dias, semanas e até 2 meses sem fazer nada. Poderia colocar uma roupa mais bonita que Manuel não sentia nada. Uma hora, era porque eu era gorda, outra porque emagreci muito e fiquei osso e Pelanca, outra porque não tinha o bumbum Lua cheia e sempre tinha algum defeito. O Manuel acabou com minha auto estima, com minha identidade porque deixei minha vida para cuidar dele. Em uma das vezes que o Manuel terminou comigo, o Júnior, pra Quem o Manuel trabalhava me convidou para almoçar e eu fui porque queria mostrar para o Manuel que outras pessoas não achavam tão - me desinteressante como o Manuel pensava. Tenho certeza da minha dignidade, e Integridade moral e tinha certeza que nada ía acontecer principalmente porque era doente de paixão pelo Manuel. O Júnior me levou para o apto. DELE Prometendo que deixaria a porta aberta, para eu me sentir segura (bem que não era o combinado) e fez comida, conversou e, claro, que tentou ficar comigo mas nem um beijo eu dei e falei o quanto era apaixonada pelo o Manuel e Comecei a chorar. O Junior desconversou e mudou de assunto. Quando percebi que era outro doente porque ele ficava me pedindo para cuidar dele como eu cuidava do Manuel ou que casaria comigo correndo, louco e falei que pedia para eu fazer carinho na cabeça dele como eu não fazia Manuel, etc Achei tudo aquilo tão estranho que queria ir embora pois chegamos umas 14hs e já eram 17hs e que tinha que ir para casa pois uma amiga estava me esperando para ir na igreja, era uma quarta-feira. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Ele, se irritou, agressivamente falou comigo, então falei que eu ia sozinha pois sabia qual ônibus pegar e ele insistiu, que se me trouxe, me levaria de volta. E, o Junior Continuou:-Onde estão minhas chaves? E, meu tenis? Você não cuida das minhas coisas? </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> COMO SE EU FOSSE ALGUMA COISA DELE, DOENTE, NÃO? </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> No caminho, perguntei se ele não queria comprar um pacote de cuecas que eu vendia para aumentar minha renda. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Pediu qualquer tamanho, só para me ajudar e me deu o dinheiro que joguei na sacola que carregava. Falei tchau e sai do carro. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> ia contar para o Manuel, depois de uma semana para ver se ele sentia ciúmes, mas ficou sabendo antes o que aconteceu por um amigo do Junior; NADA. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Só que o Manuel Começou a inventar várias coisas.Foi na minha tia e meu pai não falar besteiras como bêbado,: que eu havia me deitado com o Junior. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Todos que me conhecem um anos falaram uma mesma coisa, sem saber da UE O que estava acontecendo ainda:-Olha, um pode ter qualquer defeito Katia mas imoral, vadia, ela nunca foi e não é. Duvido e ponho minha mão no fogo que ela tenha feito qualquer coisa com esse Junior. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> E , o Manuel voltou chorando comigo,; Demonstrar fiquei tão feliz por ciúmes por mim, achei que era amor de verdade. Mas ele quis se vingar do Indo Junior na polícia e denunciando os carros irregulares que tinha o Júnior. O Júnior teve que desembolsar muito dinheiro e para se vingar do Manuel falou que havia transando comigo. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Pedi, Inúmeras vezes, para provar minha inocência, gravando eu falando com o Júnior ou qualquer outro modo que houvesse eo MR. Não deixou, falando que não precisava que acreditava em mim. Passando uns 50 dias após tudo isso, eu engravidei do Manuel pois já havia passado o meu ciclo e no período fértil aconteceu com o Manuel e havia sonhado que eu ia engravidar de uma menina e ia se chamar Ana Clara. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Quando fiz o teste da urina e fui ligar pra ele contente, atendeu uma garota de programa que ele estava saindo e comecei a ficar muito nervosa. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Quando fiz o exame de sangue que deu certeza, na hora fiquei sem Ação mas no dia seguinte que meu filho foi para escola e fiquei sozinha, enlouqueci, literalmente. </ Span>
</ strong> </ span> Me deu Síndrome de Pânico e outras coisas como depressão profunda, etc < / span>
</ span> style="color:#000000;"> Imaginem: </ strong> </ span> </ strong> </ span style = "color: # 000000; "> desempregada, sem ajuda de ninguém com sozinha, meu filho pequeno, com uma eo Manuel Garota de programa profissional, apaixonado, ea" irmã boazinha dele ", Vanda, falando que o filho dele e era para não eu procurar o pai da criança Júnior O;. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Falei que só se eu fosse anormal e tivesse o ciclo de 50 dias EA Vanda falava que havia mulheres que menstruavam estando grávidas. Pedi para fazerem o DNA da placenta quem era o pai porque daria mas eles não tinham dinheiro para fazer. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Fiquei uma semana passando mal tão, tão humilhada, rejeitada e um dia que passei mal perto do Manuel e mandou parar de chorar e tremer louca que não aguentava e ia embora. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Acabei abortando após uma semana de sofrimento. Eu segurava na mão do meu pai, tremendo e chorando e era tão forte que meu pai junto tremia e ficou revoltado. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Perdi o bebê dia 12-10-2005 E com ele foi viajar um dia n º 18 Drica sem querer saber do meu sofrimento. O Manuel me devia R $ 4.000,00 de peças de carro moto guincho, cartões de crédito e cheques predatados; até para instalar som no carro, com meu seguro desemprego, eu fiz. Fiquei cheia de dívidas de um novo mas depois voltei a trabalhar um, vender perfumes Contratipo, Langeries, como sempre fiz e paguei tudo em 3 meses. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Quanto ao Manuel, o carro era (de que ele sente e depositário Falava que era dele) ficou apreendido na cidade do interior de SP onde nasceu uma Drica e precisava pagar R $ 4.000, 00 para tirá-lo ... coisa que nunca conseguiu.Conscidência o mesmo valor que me devia e hoje DEVE até. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Eu emagreci, na época, em 8 meses, mas 15 por kg Dor, tristeza, depressão e falta de prazer total pela vida: É ESTAR MORTA, ESTANDO Viva; horrivel. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> No Natal, o Manuel fez questão de passar comigo e eu fiquei contente boba até descobrir que ele com uma sem ficavam Drica msn tocando direto celular dizendo que se amavam e me deixando no dia 26 a noite para ficar com ela, me joguei sem chão chorando incontrolavelmente.No Ano Novo, o Manuel falou que ía passar uns com Amigos, sem mato e algo me dizia que ele estava mentindo então fui a casa dele para pegar um remédio com sua mãepara Filho meu telefone e achei um de perto Flat do tel. Com uma letra lá.Passaram e dele.Liguei descobri Um Que Estavam juntos numa festa e virada na piscina, 01-01-2006, enquanto eu passei na igreja chorando por ele. Depois ainda falou que quem mandou eu pode descobrir ...? </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> O Manuel ficava comigo e com um Drica, na casa dele, por uns 9 meses.E, descobri que ficava com uma ex., Nath, ao mesmo tempo. Quando percebeu que um Drica ía deixá-lo porque viu que não tinha dinheiro, Manuel voltou e terminou o primeiro cheirar cola de um sapato de novo (nunca tinha visto), pode? Um homem de 38 anos? </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Durante esses tempo, me comprou aliança de compromisso, pediu perdão, que estava confuso, fazer que era para eu orar por ele e ajuda-lo porque não sabia o que. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Até que ele não ligou meu serviço e pediu para me mandarem embora, querendo prejudicar-me e vi que por mais que eu gostasse do que Manuel tinha me afastar. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Fiquei separada, totalmente, dele uns 4 meses, chorando porque o amava "." (doença) </ span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Ele me ligou dia 11-06-2006 e estava chorando por ele de tanta saudade, e voltamos no dia dos namorados, parecíamos completamente apaixonados e os dois se abraçavam e choravam de saudades. Pensei que ele havia caído em si e ia me dar o Valor Devido e amor que sempre mereci. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Aí, começou de novo, termina e volta como sempre. Arrumou uma mulher rica da igreja que já queria casar com ele em um mês. A família adorou porque ele ía ter alguém para cuida-lo e sustenta-lo até o fim da vida mas ele não quis e voltou comigo. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Em, janeiro de 2007, o Manuel Começou a ficar frio e terminou de novo. Ligue de um mês depois e ele me falou que estava namorando com uma mulher perfeita e que ía direto no cinema, que eu cuidasse da minha vida e arrumasse outro. Chorava tanto e implorava para ele não fazer isso comigo e desligava o telefone na minha cara. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Em maio de 2007, ele voltou comigo mas dizia estar confuso entre eu ea outra namorada. A família descobriu que o PIB era outra, Maria, então o Manuel insentivou voltar comigo foi que descobri que ele me usou pra fazer ciúmes para a Maria. No dia dos namorados, uma ano depois, me deixou e voltou com a Maria e por conscidência havia feito a mesma coisa com um ex. Nath, um ano atrás, mudou só as mulheres. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Prometi a mim mesma que não ficaria mais com ele e que seria um Ultima vez. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Então comecei a sair para dançar com novos amigos, mudei de emprego e Festas em IA. Comecei a namorar mas nem queria porque estava muito Machucada emocionalmente e não estava preparada para outro relacionamento. Só que o Manuel apareceu e ficou sabendo na portaria do prédio com uma Maria no carro, me ameaçar com meu namorado, o Adriano, de 20 anos. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> O Adriano ficou morrendo de medo ea família dele Exigiu que ele terminasse comigo . Fiquei muito mal. Afinal, o Manuel estava com outra e não me dava o direito de ser feliz? </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Após 1 ou 2 semanas que o Adriano terminou comigo, o meu pai Apegada morreu.Eu Não era meu pai mesmo morando separada. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Trabalhava dopada para não chorar pois se não tomasse calmante, enquanto lágrimas escorriam eu sem ter controle de tanto sofrimento. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Precisava muito do Adriano naquele momento: um ombro, o carinho, o apoio, um queria me agarrar algo ou alguém para me aliviar daquela dor e não tive. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Em dezembro de 2007, fiquei sabendo que o pai do Manuel havia falecido E na dúvida, escrevi um "meus pêsames" no orkut dele. O Manuel, 15-12-2007 No dia seguinte, já me convidou pra ir numa festa e voltamos de novo. Meus amigos não aguentavam mais as histórias Nas Nas Nas Nas mesmas me ver sofrendo e chorando,; vendo o que eu não conseguia ver ou via mas não conseguia dizer não, era uma doença porque acreditava que ia ser diferente; NUNCA MUDOU. </ Span> </ Forte = "font-family: Arial;"> NEM SEI ATÉ QUE PONTO A ESPERANÇA É BOM SER A ÚLTIMA A MORRER. </ Strong> </ strong> </ span> style="color:#000000;"> O Manuel voltou para minha casa e nos grudamos de Novo direto, mas ele me contou que tinha conhecido uma moça boazinha e pelo Orkut que ela estava super apaixonada por ele e combinou dela vir no ano novo para conhecer SP. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Aí entrei no orkut dele e vi como mensagens eu te amo o dia todo. E, era virtual que ele falou que não tinha nada haver, era só uma pessoa que deu apoio naquele momento da morte do pai. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Escrevia pra ela da minha casa até que fiquei enciumada e falei que não queria mais. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Entrei no orkut dele e mandei Declaraçõe de amor.Ele ea família ficaram Bravos pois era outra esperança de uma boa mulher, rica, cuida-lo e sustenta-lo e eu não tinha Tanto Dinheiro enguias como queriam. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Ficamos juntos até dia 25-12-07 ea Vanda, manipuladora, mandou ele ir no aeroporto de qualquer jeito e perdi contato, sem saber direito o que estava acontecendo. </ Span>
</ strong> ver </ span> style="color:#000000;"> Quando foi em janeiro de 2008, ele ligou dizendo que queria me , estava com saudades e que sumiu porque estava cuidando da casa de sua família, que estava abandonada há anos e não tinha como ligar-me. Apareceu todo sujo fedido, cheio de areia pra me provar que estava falando a verdade e fomos até a casa dele ficando juntos. Me falou que tinha que ir cedo pra casa da irmã dele, Vanda, pois ela deu horário pra chegar e se ele não chegasse iria bloquear uma entrada dele no predio. No dia seguinte, veio ficar comigo mas pediu dinheiro, como sempre me pedia, e demorou mas fiquei desconfiada. Fui numa lan house perto de casa e encontrei ele falando com uma moça do Sul, a Carol, dizendo que estava muito ocupado trabalhando. Fiquei sem saber o que fazer de tão nervosa disfaçou E então ele me viu e eu pedi pra falar com ela e ele não deixou, foi quando dei o tapa na testa dele e sai correndo. Logo depois a Carol entrou no meu orkut e contou que todo passado haviam juntos aquele tempo e mandou vídeo sendo que até na missa com toda a família me levou e todos sabiam de tudo menos eu.  E , de pensar que a família ajudava ele mentir pra mim confirmando o que ele dizia.  Fui no carnaval, num maravilhoso evento evangélico e me senti renovada. Passou um tempo, ele pediu para falarem comigo uns amigos e convencerem-me falar com ele e veio com uma conversa que Carol queria dar um golpe nele, pensando que tinha dinheiro e mentindo que estava grávida. Pediu para vir na minha casa conversar comigo e estipulei que era uma condição que ele não me tocasse de maneira nenhuma.  Veio mas para fazer raiva e ciúmes pra a Carol porque se sentiu humilhado por ela e queria se vingar.  Eu coloquei ele na parede: ou você se converte ao desperdício e crisianismo tudo ou eu não quero mais nada e ele falou que ía mudar. </ Span>
</ strong> </ span> style="color:#000000;"> Falou que ía conversar com a Carol e depois viria direto para minha casa , chamei até uma missionária para orar pelo Manuel mas foi embora com um e Carol nem falou nada. Fiquei tão mal que fui parar no hospital, tratamento psiquiátrico e terapia tive que fazer, urgente, chorava e só porque uma coisa mínima, eu entrava em crise nervosa: tremia, chorava, mal conseguia falar, conseguir andar sozinha ou mal e precisar de alguém das paredes para me apoiar. O Manuel me deixou no final de fevereiro de 2008 e de lá para cá minha vida mudou para melhor. Passei umas fortíssimas crises de nervos e fiz o tratamento certinho até hoje. Ainda estou em processo mas o melhor de tudo agora vou contar: A Carol descobriu que ele não era nada Daquilo um doente e sim, psicopata e mau caráter.  com ele um Vanda ficaram atrás de mim pensando que eu ia voltar com ele como antes e eu não quis, chegaram a vir na minha casa sem convidados Serem.  Eu não senti nada por ele e me libertei, me livrei dele era que a doença própria.  A Carol, uma ex dele virou minha amiga e compartilhamos nossas vitórias e Juntas decepções, após uma tempestade. E, hoje, namoro com uma pessoa com ótimo caráter e do bem . Em abril vamos completar 1ano juntos. Meu namorado falou um monte para o Manuel ea "boazinha irmãzinha dele", alguma vez foram humilhados tanto que ela me ligou ameaçando para eu esquecer deles como se eu tivesse ido, atrás deles e nem quero, quero distância de gente doente eo pior é Detectar essas pessoas no nosso convívio. No primeiro período de namoro com o Manuel, uma outra ex dele, Milena; havia me contado alguns podres dele mas eu não acreditava ou não queria acreditar e quando perguntava algo para Manuel, que falava ele mentia um e Milena por ainda querer ficar com ele preferia acreditar nele, né? Nada melhor do que o tempo para nos mostrar uma verdade pois ninguém consegue ficar com uma máscara por muito tempo. Acredito na justiça divina porque esta não falha eo que plantamos, COLHEMOS QUERENDO OU NÃO. Agradeço a Deus, como pessoas que Ele colocou na minha vida, os médicos, um terapeuta e hoje estou curada. TUDO NA DIREÇÃO E SOBERANIA DE DEUS, TODO PODEROSO. HOJE, TENHO PAZ, PAZ, PAZ, TÃO DOCE PAZ E NÃO QUERO PERDE-LA POR NADA.