quarta-feira, 14 de outubro de 2009

VOCÊ AMA OU NÃO AQUELA PESSOA?


Conheci várias pessoas que fizeram essa pergunta; tanto para outras pessoas como para si mesmas.
Até casais que não acho que se amam e questionam o amor do outro para o outro...rs.

Aprendi o que amar uma avó maravilhosa que a chamava de mãezona,
Aprendi a amar meu filho desde o momento que vi seu rostinho de perto,
Aprendi a amar as pessoas, com o amor incondicional de Deus,
Aprendi a me amar depois de tanto sofrer por "amar" mais o outro do que eu.

Só conheci o amor entre um homem e uma mulher que se chamar "eros" em grego, pelos filmes, pelas novelas e músicas românticas.

Vivi grandes paixões, ao ponto de me perder nelas, de não ser mais eu mas eu ser o outro. Quero dizer que deixei de lado tudo que fosse meu e eu para viver a vida do outro e me doar completamente a esse objeto de desejo; "o outro".

Você cria e recria esse objeto de desejo do jeito que você quiser porque se ele for distruído dentro de você, certamente, você se autodistruirá pois virou uma simbiose doentia e não AMOR.

Tem uma música de Leoni, que fala assim" e eu te recriei só pro meu prazer".
Letra completa:

Não fala nada
Deixa tudo assim por mim
Eu não me importo se nós não somos bem assim
É tudo real nas minhas mentiras
E assim não faz mal
E assim não me faz mal não
Noite e dia se completam no nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino
Eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor
E eu te recriei só pro meu prazer
Só pro meu prazer
Não vem agora com essas insinuações
Dos seus defeitos ou de algum medo normal
Será que você não é nada que eu penso?
Também se não for não me faz mal
Não me faz mal não
Noite e dia se completam no nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino
Eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor
E eu te recriei só pro meu prazer
Só pro meu prazer...

Essa música explica muito bem tudo que eu sempre fiz nos relacionamentos.

Depois de achar que amava, sempre, alguém que não conhecia e se conhecia, encobria os defeitos mais berrantes do mundo, pra continuar vivendo com o objeto de prazer ou de amor.


Tudo isso, não envolve sexo. O prazer em estar junto é muito mais forte do que o prazer sexual. Isso é o que menos se conta, quando se vive esse tipo de relacionamento.


Abstinência emocional é tão doloridamente horrível que nem se compara com abstinência sexual.

Nunca tive problemas com drogas mas acredito que deve ser horrível e comparável ao um viciado que esta sofrendo de abstinência pra se curar.

Se você tiver fé; ótimo...busque Jesus de todo coração, chore muito aos pés da Cruz e com certeza o amor de Deus se derramará e te curará.

Agora se você não tem essa força espiritual; procure ajuda de psicólogo, psiquiátra (sem preconceito), além de nunca deixar Jesus de lado pois Ele é soberado sobre tudo e todos.

Hoje, eu sei que o amor homem-mulher é bem diferente, é um relacionamento construido com o tempo através de respeito, individualidade, companheirismo, cumplicidade, compromisso, estar e poder contar um com o outro para o "que der e vier".

É ser e estar uma pessoa inteira pra compartilhar a vida (coisas boas e ruins), com outra pessoa inteira, pois somos um ser completo e não metade de nada pra ser completado por alguém.

Quem tem que nos completar, somos nós mesmos.

Boa Sorte!

2 comentários:

  1. Gostei do texto! aposto que ele pode ajudar muita gente, como ele me judou! OBG! bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, por ter lido e comentado, pode contar comigo, um abraço.

    ResponderExcluir

Se vc já entrou aqui e me deu seu tempo; agradeço. Se deixou uma mensagem; me deixou alegre. Deus o abençoe...bjs.